• carolinacorrea8

O varejo vai acabar?


Apesar das especulações, o varejo ainda tem vida longa!

Na última semana a Clique Direito esteve no Exchange Sebrae Minas, um evento para troca de experiências, aprendizado em tecnologia, negócios, start-ups e interação de empreendedores de vários segmentos e regiões.

Vamos compartilhar durante a semana os principais assuntos discutidos nesses dias de evento.


“From clicks to bricks”


Muito se profetiza a respeito do fim do varejo, condenando o segmento a um suposto fim inevitável.

Entretanto, percebemos que o mercado está se comportando de forma diferente.

Um grande exemplo, a Amazon, gigante do e-commerce, comprou a Whole Foods Market, uma rede de supermercados de produtos orgânicos, em uma transação de mais de 13 bilhões de dólares. Além disso, já abriu várias livrarias físicas e tem testados diferentes formas de entrega de seus produtos.

Ou seja, o varejo como conhecemos vai ter que se reinventar, mas não vai sumir. O futuro do varejo será uma abordagem combinada, os clientes estão comprando on-line mais que nunca, mas as pessoas ainda desejam experiências e interações pessoais.

O “omnichannel” é uma tendência de convergência dos canais de venda da empresa, integrando as estratégias de venda da loja virtual e física. Mas cuidado para não cair na “Ipadzação” da sua loja, levando a tecnologia de forma equivocada para o ambiente físico.

O lojista precisa conhecer a fundo o perfil e a forma de consumo de seu cliente, para entregar a ele a melhor experiência de compra possível.

8 visualizações

Desenvolvido por TI MASTER